home notícias

Cidades de SC ficam abaixo de zero e Urupema chega a -5,3°C

Camada de gelo formada pela geada em São JoaquimO frio ganhou força e a quinta-feira (12) registrou o amanhecer mais frio da semana até o momento em praticamente todas as cidades catarinenses.

Por volta das 6h30, pelo menos 20 cidades estavam com temperaturas negativas. A mínima chegou a -5,3°C, em Urupema, na Serra catarinense.

O frio combinado com o ar mais seco trouxe geada para vários lugares de Santa Catarina. Mas, o ar seco também acaba inibindo a formação de nuvens e a previsão para esta quinta é do predomínio de sol.

Com isso, as temperaturas da tarde sobem um pouco e as máximas atingem 17°C na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Norte.

Mínimas em SC:

-5,3°C Urupema
-3°C Frei Rogério
-3,2°C Curitibanos
-2,3°C Fraiburgo
-2,1°C São Joaquim
-1,8°C Bom Jardim da Serra
-1,7°C Vargem
-1,9°C Caçador
-1,1°C Otacílio Costa
-1,2°C Santa Cecília
-0,8°C Major Vieira
-1,1°C Monte Castelo
-0,7°C Ponte Alta do Norte 
-0,7°C Videira
-0,3°C Itaiópolis
-0,5°C Brunópolis
-0,4°C Rio das Antas
-0,2°C Rio Negrinho
-0,2°C Lages
-0,1°C Três Barras
0°C Papanduva
0°C Porto União

As maiores cidades catarinenses também registraram um final de madrugada gelado:

6,8°C Blumenau
7°C Joinville
5,5°C Chapecó
4,9°C Florianópolis
3,9°C Criciúma

OUTRAS NOTÍCIAS

18/09/2018
PSE promove ações de conscientização sobre o combate ao Aedes aegypti
As secretarias municipais de Saúde e Educação de Tijucas estão realizando ações de conscientização sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti. As conversas sobre o tema acontecem com alunos do 1º ao 4º ano de escolas municipais atendidas pelo Programa Saúde nas Escolas (PSE). A dengue é uma doença que preocupa os órgãos de saúde do Brasil há muito tempo e está presente em praticamente todo o território nacional. Seu transmissor é o mosquito Aedes aegypti, que também transmite outras doenças, como a Chikungunya e Zika. “Estamos incentivando os alunos no combate à proliferação do mosquito através conversas, debates e vídeos animados que abordam o tema. Queremos engajá-los em cuidados simples como coleta do lixo e tudo que possa acumular água limpa e parada, originando os criadouros do mosquito”, comenta a coordenadora do PSE, Andréa Agripo. "No momento não há casos de dengue no município, mas o combate ao mosquito independe disso e precisa ser uma prática constante de todos nós", afirma o Secretário de Saúde Vilson José Porcíncula. Fique atento a estas informações:  - Só as fêmeas do Aedes aegypti picam as pessoas. Elas precisam de sangue para amadurecer os ovos.  - Cada fêmea deposita mais de 100 ovos por vez nas paredes internas dos recipientes.  - Os ovos podem durar um ano e meio na parede seca do recipiente, mas precisam do contato com a água para se transformarem em mosquitos adultos.  - Eliminar os criadouros e não deixar o mosquito nascer é a principal medida contra as três doenças.  - É importante permitir e acompanhar a visita do agente de saúde na sua casa.   Fonte:PMT
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top