home notícias

Tijucas encerra formação local do PNAIC

Foi encerrada em Tijucas nesta terça-feira (10) a formação local do PNAIC (Programa Nacional pela Alfabetização na Idade Certa). As atividades tiveram início no município em maio de 2017 e tiveram por objetivo atender à meta 5 do Plano Nacional da Educação (PNE), que estabelece a obrigatoriedade de “Alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do ensino fundamental”.

O programa é federal e não há confirmação de que seja mantido nos anos seguintes. A secretária municipal de Educação de Tijucas, Neide Maria Reis, no entanto, afirma que caso isso se confirme a administração municipal vai buscar a realização do programa de forma local, tendo em vista os resultados altamente positivos alcançados com a capacitação realizada.

“É preciso destacar o comprometimento dos professores neste programa e o resultado que obtivemos ao longo destes últimos meses de formação. Os encontros e atividades nos mostraram mais uma vez que alfabetizar é mesmo uma grande paixão para todo mestre. É um desafio, algo mágico e que requer este envolvimento especial dos profissionais da educação”, diz a secretária. 

A coordenadora local do PNAIC, Rosimere Furtado também se manifestou relatando a repercussão do programa entre os professores formados. “Nossos professores afirmam que o PNAIC foi um marco na formação profissional deles e que o conhecimento absorvido ao longo destes meses será de extrema utilidade em suas atividades junto aos nossos alunos”, disse a coordenadora.

O evento também contou com a presença da coordenadora regional do PNAIC, Marilene Carraro Barros Melara e do vice-prefeito e Secretário Municipal de Obras de Tijucas, Adalto Gomes. Em sua manifestação, o vice-prefeito, na ocasião representando o Prefeito Eloi Mariano Rocha que cumpria agenda em Brasília, falou sobre a importância da constante capacitação profissional na educação e nos demais setores.

“Nossa administração tem uma grande preocupação com a educação, afinal, tanto o Prefeito quanto eu temos a formação de professor. E capacitar nossos profissionais é algo essencial, que precisa ser constante. Não apenas no magistério, mas em todos os segmentos, afinal, sabe-se que hoje todo profissional precisa se atualizar permanentemente a fim de garantir que todos acompanhem a rápida evolução a que estamos expostos em todos os setores”, disse.

Ao final da cerimônia oficial de encerramento diversos professores formados pelo PNAIC demonstraram o conhecimento adquirido por meio de apresentação de trabalhos. Músicas e jogos também fizeram parte do roteiro que demonstrou ao público o quanto foi valiosa a capacitação.

 

Fonte:PMT

OUTRAS NOTÍCIAS

13/07/2018
Mais de 6 milhões de pessoas ainda não se vacinaram contra gripe este ano
Mais de 6 milhões de pessoas que pertencem aos chamados grupos prioritários ainda não se vacinaram contra a gripe este ano. De acordo com o Ministério da Saúde, gestantes e crianças foram os que menos procuraram as salas de imunização, com cobertura de 76,4% e 73,6%, respectivamente. Ao todo, 493.710 grávidas e 3,3 milhões de crianças com idade entre 6 meses e 5 anos ainda não receberam a dose. As informações são da Agência Brasil. Segundo o último boletim epidemiológico da pasta, 50,4 milhões de pessoas foram imunizadas. Desse total, 20,2 milhões são idosos; 4,4 milhões, trabalhadores da saúde; 2,2 milhões, professores; 358,9 mil, puérperas (até 40 dias de pós-parto) e 643,3 mil, indígenas. Conforme o balanço, em todos esses grupos, atingiu-se a meta de vacinação, fixada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 90%. Desde o dia 25 de junho, os municípios que ainda tinham doses da vacina contra a gripe disponíveis estenderam a imunização também para crianças de 5 a 9 anos e para adultos de 50 a 59 anos, conforme recomendação do governo federal. Nesses dois grupos, já foram aplicadas 997.182 doses, sendo 411.474 em crianças e 585.708 em adultos. Regiões e Estados O Sudeste é a região com menor cobertura vacinal contra a gripe até o momento ­ 84%. Em seguida estão o Norte, com 85%; o Sul, com 90,3%; o Nordeste, com 94%; e o Centro-Oeste, com 99,1%. Entre as unidades federativas, atingiram a meta de imunização Goiás (106,6%), Ceará (104%), Amapá (100%), Distrito Federal (97,3%), Espírito Santo (96,5%), Pernambuco (95,3%), Tocantins (95,2%), Alagoas (94,1%), Minas Gerais (93,9%), Mato Grosso (93,7%), Maranhão (93,7%), Paraíba (92,8%), Rio Grande do Norte (92,3%), Sergipe (92%), Paraná (92%), Piauí (91,4%) e Mato Grosso do Sul (90,2%). Os estados com cobertura vacinal mais baixa contra a gripe são Roraima, com 66,7%, e Rio de Janeiro, com 75,6%. Casos Até o dia 6 deste mês, foram registrados 4.226 casos de influenza em todo o país, com 745 óbitos. Desse total, 2.538 casos e 495 óbitos foram por H1N1, além de 889 casos e 127 óbitos por H3N2. Além disso, há 317 registros de influenza B, com 44 óbitos e outros 482 notificações de influenza A não subtipado, com 79 óbitos.   Fonte:ND
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top