home notícias

DIA MUNDIAL DO SUICÍDIO - A cada 40 segundos, há um suicídio no mundo

No Brasil, há um suicídio a cada 45 minutos.  Os dados mundiais indicam que ocorre uma tentativa a cada três segundos e um suicídio a cada 40 segundos. No total, chega-se a 1 milhão de suicídios no mundo. Provocar o fim da própria vida está entre as principais causas das mortes entre jovens, de 15 a 29 anos, e também de crianças e adolescentes.

No esforço para mudar esses números, a Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu que a data de 10 de Setembro é o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.  Há quatro anos a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), promove a campanha nacional Setembro Amarelo.

Em entrevista recente, o presidente eleito da Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) e superintendente técnico da ABP, Antônio Geraldo da Silva, destacou a importância da campanha para prevenção e conscientização.

“Esses números são altíssimos, mas nós sabemos que são falhos. Mesmo assim, são assustadores.”

Crianças e jovens
Pelos dados da OMS, o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. É também a sétima causa de morte de crianças entre 10 e 14 anos de idade. O caminho, segundo Silva, é adotar medidas preventivas de ajuda e auxílio.

“É uma maneira de a gente salvar vidas porque 90% dos suicídios poderiam ser evitados se as pessoas tivessem acesso a tratamento e pudessem tratar a doença que leva ao suicídio”, afirmou o presidente da Apal.

Segundo o psiquiatra, em geral, a maior parte das pessoas que tenta colocar fim à vida sofre de algum tipo de transtorno mental.  

“Os estudos mostram que 100% de quem se suicida têm uma doença mental. Os trabalhos mostram isso. Nem 100% de quem pensa em suicídio têm doença mental, mas 100% de quem suicida têm transtorno mental”, afirmou.

Redes sociais
A Associação Psiquiátrica da América Latina (Apal) pretende lançar campanhas nas redes sociais ao longo deste mês para alertar sobre suicídio e oferecer apoio e ajuda. Antônio Geraldo da Silva disse que os especialistas devem abordar o assunto e buscar mais informações com psiquiatras.

A ABP quer levar isso para a população. “A ABP quer popularizar. Nós estamos levando isso para as escolas,  empresas e instituições”, afirmou o médico. “O que entristece os membros da ABP é ver que as pessoas querem abordar o assunto, mas negando a doença mental, que a depressão ou a esquizofrenia existam.”

O médico acrescentou: “Se a gente negar que a doença mental existe, como vai falar de suicídio, sabendo que 100% de quem suicida têm doença mental?”.  “É uma doença como outra qualquer. Não escolhe raça, cor, nada”.

Drogas
O psiquiatra Jorge Jaber, membro fundador e associado da International Society of Addiction Medicine, especialista no tratamento de dependentes químicos, ressaltou que o uso de álcool e drogas é o segundo fator depois das doenças psiquiátricas, como ansiedade e depressão, que leva ao aumento de suicídios.

Segundo ele, o suicídio é a causa de morte mais facilmente evitável entre todas as doenças. “Enquanto doenças infecciosas, cardiovasculares e tumores precisam de grande aporte médico e cirúrgico de alto custo, o impedimento médico do suicídio pode ser atingido com remédios bem mais baratos e somente conversando com o paciente.”

Para Jaber, o fundamental é dar atenção e escutar aquele que pensa em cometer o suicídio. “O fato de alguém que tenta suicídio ser escutado por cerca de 20 minutos pode impedir que ele tenha o impulso de cometer o ato. Ouvir o suicida salva a vida dele”.

Na clínica onde atende dependentes químicos, Jaber informou que pelo menos 20% dos pacientes internados tentaram suicídio. “Quanto mais as pessoas falarem sobre o suicídio, menos suicídios ocorrerão” disse.

 

Fonte:Agência Brasil

OUTRAS NOTÍCIAS

18/01/2019
Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos
O cantor sertanejo Marciano, que marcou a história da música sertaneja ao lado de João Mineiro, morreu aos 67 anos. A informação foi confirmada na rede social do cantor: "É com imenso pesar que, em nota, confirmamos o falecimento do cantor Marciano, o Inimitável. Em breve, divulgaremos mais informações. Nesse momento, agradecemos o carinho de todos e pedimos orações à família." O cantor, que nos últimos anos usava o título de “O Inimitável”, iniciou a carreira na década de 1970 formando a dupla Marciano e João Mineiro. Juntos, eles fizeram hits como “Ainda ontem chorei de saudade”, “Se eu não puder te esquecer”, entre outras. Após a morte de João Mineiro, em 2012, José Marciano iniciou um projeto ao lado de Milionário (ex-dupla de José Rico, que morreu em 2015). O projeto dos dois foi chamado de "Lendas" e rendeu a gravação de um DVD em 2015, sendo lançado no mercado no ano seguinte. O cantor Fabiano Martins, filho de Marciano, lamentou a morte do pai. Nos últimos anos, os dois travaram uma batalha judicial após uma publicação no Facebook. Marciano processou Fabiano por danos morais e pedia indenização de R$ 20 mil. "Todos que me conhecem sabem da péssima relação que eu tinha com meu pai, mas estou muito triste com essa notícia. Por mais que éramos afastados, mas era meu pai. Morre um dos maiores cantores sertanejo desse país." "E é com uma imensa tristeza que informo ao meus amigos que meu pai sofreu um infarto fulminante nessa madrugada e foi morar com Deus. João Mineiro e Marciano ficará eternizado em nossos corações", disse Fabiano.   Fonte:G1
SABER MAIS
18/01/2019
NOVA DIRETORIA DO SEBRAE/SC VISITA A ACIT/CDL de Tijucas
A diretoria recém empossada do Sebrae estadual fez uma visita à sede da ACIT/CDL nesta quarta-feira (16), no primeiro compromisso dos diretores fora de Florianópolis após assumirem os cargos. O objetivo do encontro era apresentar os membros da diretoria, conhecer os trabalhos realizados pelas duas casas e seus núcleos, estreitar laços e reiterar o desejo de manutenção da parceria já existente entre as entidades. Compareceram à reunião o ex-Diretor de Administração e Finanças do Sebrae/SC, Sérgio Cardoso, que agora ocupa cargo de Coordenador Regional do SEBRAE da Foz do Itajaí, o Diretor Superintendente, Carlos Henrique Fonseca, o Diretor Técnico, Luciano Pinheiro, o Diretor de Administração e Finanças, Anacleto Ortigara, as presidentes da ACIT e da CDL, Luciene Jacomossi e Marlise de Pinho Pacheco, respectivamente, membros das diretorias das casas, representantes dos núcleos da ACIT, da Administração Municipal de Tijucas e profissionais da imprensa local. Logo no início da reunião, a Presidente da ACIT, Luciene Jacomossi, fez questão de agradecer a Sérgio Cardoso pelos serviços prestados por ele na diretoria do Sebrae. “Agradeço ao Sérgio pelo brilhante trabalho que fez à frente do Sebrae e tenho certeza de que continuará fazendo, agora ainda mais próximo a nós”, afirmou. Na sequência, representando o Núcleo do Comércio da ACIT, Daniel Luz e Rafael Fumagali apresentaram a campanha Comprar em Tijucas #Recompensa, que tem movimentado o comércio local. O Coordenador do Núcleo das Construtoras e Imobiliárias, Pedro Pierezan, apresentou a Feira de Imóveis (Fecon) e o Coordenador do Núcleo de Jovens Empresários, Gabriel Nascimento, falou sobre as ações de sustentabilidade realizadas pelas instituições. Todas essas iniciativas contam com o apoio do Sebrae para serem viabilizadas. Anacleto Ortigara, Diretor de Administração e Finanças do Sebrae, afirmou que a parceria deve seguir fortalecida. Ele salientou o compromisso do Sebrae com as micro e pequenas empresas, reforçando a importância de um trabalho regido pela união entre as partes para fomentar o desenvolvimento econômico local. Finalizando o encontro, Sérgio Cardoso destacou o bom momento que a região vive. “Vamos trabalhar juntos no dia a dia aqui, estou muito empolgado. Acredito muito na região e Tijucas, com certeza, é a bola da vez”, ponderou.      Fonte:ACIT
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top