home notícias

TAMBÉM EM TIJUCAS: 16 municípios de SC intensificam vacinação contra a febre amarela em dezembro

No mês de dezembro, 16 municípios vão intensificar a vacinação contra a febre amarela em SC. A medida faz parte de uma recomendação do Ministério da Saúde de que todos os moradores de Santa Catarina com idade entre 9 meses e 59 anos devem tomar a vacina contra a doença. Nesta etapa, as 16 cidades do Litoral Norte e Grande Florianópolis irão disponibilizar as doses em todas as salas de vacinação.

Os municípios são Itajaí, Balneário Camboriú, Bombinhas, Camboriú, Itapema, Navegantes, Porto Belo, Angelina, Antônio Carlos, Biguaçu, Canelinha, Leoberto Leal, Major Gercino, Nova Trento, São João Batista, Tijucas. 

A ampliação da vacinação para todos os municípios catarinenses está sendo realizada de forma gradativa, em seis etapas, com previsão de término em fevereiro de 2019. Quem já tomou uma dose da vacina não precisa tomar outra, já que, desde abril de 2017, a recomendação do Ministério da Saúde é de dose única. A expectativa é vacinar 3,3 milhões de catarinenses até fevereiro.

Cronograma de ampliação da vacinação:
- Setembro/2018 (Joinville, Araquari, Balneário Barra do Sul, Barra Velha, Garuva, Itapoá, São Francisco do Sul, São João do Itaperiú)

- Outubro/2018 (Jaraguá do Sul, Corupá, Guaramirim, Massaranduba, Schroeder, Blumenau, Timbó, Indaial, Pomerode, Rio dos Cedros)

- Novembro/2018 (Apiúna, Botuverá, Brusque, Gaspar, Gabiruba, Ascurra, Doutor Pedrinho, Rodeio, Benedito Novo, Agrolândia, Agronômica, Atalanta, Aurora, Braço do Trombudo, Chapadão do Lageado, Dona Emma, Ibirama, Imbuia, Ituporanga, José Boiteux, Laurentino, Lontras, Mirim Doce, Petrolândia, Pouso Redondo, Presidente Getúlio, Presidente Nereu, Rio do Campo, Rio do Oeste, Rio do Sul, Salete, Santa Terezinha, Taió, Trombudo Central, Vidal Ramos, Vitor Meireles, Witmarsum, Balneário Piçarras, Ilhota, Luiz Alves, Penha)

- Dezembro/2018 (Itajaí, Balneário Camboriú, Bombinhas, Camboriú, Itapema, Navegantes, Porto Belo, Angelina, Antônio Carlos, Biguaçu, Canelinha, Leoberto Leal, Major Gercino, Nova Trento, São João Batista, Tijucas)

- Janeiro/2019 (Águas Mornas, Alfredo Wagner, Anitápolis, Florianópolis, Governador Celso Ramos, Palhoça, Rancho Queimado, Santo Amaro da Imperatriz, São Bonifácio, São José, São Pedro de Alcântara)

- Fevereiro/2019 (Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Passo de Torres, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Sombrio, Timbé do Sul, Turvo, Capivari de Baixo, Gravatal, Jaguaruna, Pedras Grandes, Sangão, Treze de Maio, Tubarão, Garopaba, Imaruí, Imbituba, Laguna, Paulo Lopes, Pescaria Brava, Armazém, Braço do Norte, Grão Pará, Rio Fortuna, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, São Martinho, Balneário Rincão, Cocal do Sul, Criciúma, Forquilhinha, Içara, Lauro Muller, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Orleans, Siderópolis, Treviso, Urussanga.) 

 

 

Com informações do DC

OUTRAS NOTÍCIAS

13/12/2018
Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente facilita emissão de documentos de embarcações
Através de uma parceria administrativa entre a Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas e a Colônia de Pescadores de Tijucas Z 25, o procedimento de renovação da documentação das embarcações pesqueiras (TIE - Título de Inscrição de Embarcação) está sendo facilitado para os pescadores artesanais locais. Anteriormente, os pescadores precisavam se deslocar até Florianópolis ou Itajaí duas ou três vezes para realizar a emissão da documentação. A partir de agora, eles terão apoio para o preenchimento do requerimento, termo de compromisso e do Boletim de Atualização de Embarcações (BADE), documentos que precisam ser encaminhados para a Marinha do Brasil - Capitania dos Porto de Santa Catarina, para renovação da documentação das embarcações. Com o apoio, os trabalhadores precisarão se deslocar até a Marinha apenas uma vez, somente para realizar a entrega da documentação exigida. Também são necessárias fotos da embarcação e motorização, além de documentos pessoais do pescador ou proprietário e o pagamento da Guia Federal. "O documento da embarcação é importante para que os pescadores estejam totalmente de acordo com a legislação. Assim eles trabalham tranquilamente, sem problemas com as fiscalizações durante a jornada pesqueira e garantindo os seus direitos trabalhistas", comenta o Secretário de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente, José Leal Silva Junior. Maiores informações podem ser obtidas na Secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente (Av. Hercílio Luz, Nº 400, Centro) ou diretamente na Colônia de Pescadores de Tijucas Z 25 (Rua 13 de Junho, S/Nº, Praça).    Fonte:PMT
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top