home notícias

Trinta dias de luto e de luta: Mães de aluno morto e de sobrevivente relatam busca por superação após massacre na Raul Brasil

Situações simples que faziam parte da rotina da técnica em enfermagem Camila Celestino dos Santos, de 33 anos, como comprar roupa ou comida para agradar os dois filhos, se transformaram em tortura. O filho mais velho dela era Douglas Murilo, assassinado no massacre na escola Raul Brasilem Suzano, há exatamente um mês. Enquanto isso, a rotina de outras mães de vítimas e de sobreviventes do atentado também não é mais a mesma. No caso de adolescentes sobreviventes, as mães buscam ajudar os filhos na superação dos traumas.

Camila, mãe de Douglas, também tem uma filha de 11 anos, que estudava na escola palco do massacre, mas no período da tarde. Ela preferiu trocá-la para outra unidade de ensino e conta que deixar a menina ir à escola virou sinônimo de preocupação ainda que a filha frequente uma escola em outro endereço.

"Ela começou a ir nesta semana, mas eu fico com o coração na mão. Entendo que seja importante ela sair de casa um pouco, ter contato com as outras pessoas, mas o Douglas também estava na escola quando tudo aconteceu", relembra.

Naquele dia, Camila recebeu uma mensagem de um amigo falando do massacre. Quando chegou à escola, ficou sabendo que o filho tinha sido socorrido e encaminhado ao Hospital Luzia de Pinho Melo, mas, só na segunda vez que retornou à unidade, descobriu que o jovem que havia chegado já sem vida era Douglas.

Após o reconhecimento do corpo, Camila descobriu que o filho já havia saído da escola, mas retornou para ajudar a namorada Adna Barbosa, e acabou sendo ferido.

Atualmente, a mãe está está em férias do trabalho em busca de forças para retomar a rotina.

Gustavo Leite Henrique, de 11 anos, estava na aula de espanhol na manhã do atentado. A porta da sala dele chegou a ser golpeada pelo machado usado por um dos assassinos, mas os criminosos não conseguiram entrar. Depois disso, ele não quis mais passar nem perto da Raul Brasil.Desde então, mesmo cursando a 7º ano do ensino fundamental em outra escola, ele precisa de alguém da família na unidade durante a entrada, o intervalo e a saída.

Fonte G1

OUTRAS NOTÍCIAS

20/07/2019
Polícia pede ajuda para encontrar criminosos que estão realizando assaltos em Tijucas
A Polícia Militar de Tijucas pede a ajuda e atenção da comunidade regional para conseguir prender dois criminosos responsáveis por pelo menos três assaltos na cidade. Os crimes aconteceram na noite desta quinta-feira, em diferentes pontos da cidade. Um dos assaltos aconteceu na Avenida Emília Ramos, a popular P4, por volta das 21h. Segundo o relato, a dupla numa motocicleta parou ao lado do veículo da vítima, um I/RENAULT FLUENCE e ordenou que parasse. Os bandidos estavam armados, renderam a vítima e fugiram levando o automóvel. O outro crime aconteceu na Pizzaria Bocão, na Rua Coronel Buchelle. Os mesmos bandidos abordaram o proprietário do estabelecimento no momento em que ele fechava o comércio. Os assaltantes, armados com uma pistola, foram surpreendidos pela vítima, que reagiu e entrou em luta corporal. A dupla, segundo a PM, se trata de dois adolescentes, sendo que um deles está com mandado de busca e apreensão em aberto. A fotografia dos suspeitos não pode ser divulgada pelo fato de serem menores de idade. Um dos elementos tem pele escura e outro pele branca. O moreno tem um olho torto e ambos estavam de moletom escuro. A motocicleta utilizada para praticar os crimes é uma Honda/Twister vermelha. O Major Eder ressalta que os bandidos são de alta periculosidade e já praticaram mais de 50 roubos em Itajaí e Itapema. Informações sobre a dupla devem ser encaminhadas a PM através do 190.     Fonte GM
SABER MAIS
20/07/2019
Raio-X da decisão: os pontos fortes de AV 13 e União
Neste sábado (20), no estádio Sebastião Vieira Peixoto, no Tiradentes, a partir das 15h, AV 13 e União começam a decidir o Campeonato Municipal de Futebol Amador da Série A. Para que você não perca nenhum detalhe desse jogão preparamos um raio-x sobre as duas melhores equipes da competição. Pontos fortes, dúvidas, certezas e tudo mais do que possa envolver os dois times dentro das quatro linhas. AV 13 Provável escalação: Marcos Carraro, Matheus Baiano, Leandro Vaz, Vitor e Saulo. Matheus Oliveira, Emerson Marques, Nacib e Daniel Bokita (Rodrigo). Ruy e Zé Paraná. Esquema tático: 4x4x2 Pontos fortes: Momento vivido por Mario Roberto Silva Júnior, ou simplesmente Zé Paraná: o atacante se tornou decisivo na reta final, além de atravessar uma excelente fase com a camisa laranja. Só nas semifinais contra o Itatiaia Zé Paraná foi eleito o craque nas duas partidas e, por cima, marcou os dois gols na vitória por 2 a 0 no jogo da volta, realizado na localidade de Oliveira. Bola parada mortal: as duas partidas das semifinais contra o Itatiaia mostrou um time marcador na defesa, no meio de campo, e agressivo no ataque. O time conta com os experientes Vitor, Saulo e Leandro Vaz. Além disso, uma jogada que pode ser mortal na decisão: a bola parada com Ruy e Daniel Bokita. União do grupo: o time está completamente fechado e focado para as duas partidas decisivas. Conscientes das limitações do elenco, os atletas têm na união e o aspecto coletivo como os pontos fortes da equipe laranja.   Fonte GM
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top