home notícias

Número de casos de coronavírus em Santa Catarina sobe para 109

O número de casos de Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, subiu para 109 em Santa Catarina. Há também 336 casos suspeitos. As informações foram divulgadas em coletiva do governo do estado na noite desta terça-feira (24). De acordo com o novo decreto estadual, publicado na noite de segunda (23), a quarentena em solo catarinense foi prorrogada por mais sete dias, valendo a partir de quarta (25).

Do total de 109 casos, seis pessoas estavam em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) até a publicação desta notícia, conforme o secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino, que estava presente na coletiva, junto com o governador, Carlos Moisés.

As cidades que têm casos de Covid-19 são:

 

  • Balneário Camboriú – 9 casos
  • Braço do Norte – 9
  • Blumenau – 7
  • Chapecó – 3
  • Criciúma – 9
  • Florianópolis – 20
  • Gaspar – 1
  • Gravatal – 2
  • Içara – 1
  • Imbituba – 4
  • Itajaí – 10
  • Jaguaruna – 2
  • Jaraguá do Sul – 2
  • Joinville – 4
  • Laguna – 1
  • Lages – 1
  • Navegantes - 3
  • Pomerode - 1
  • Porto Belo - 2
  • Rancho Queimado - 2
  • São José - 6
  • Tijucas - 1
  • Tubarão - 9

 

As cidades de Laguna e Tijucas apareceram pela primeira vez na lista.

Em relação ao número de casos confirmados, houve um aumento de 26,7% em relação ao divulgado na segunda (23), quando eram 86 os pacientes com Covid-19. A maior parte dos infectados tem 60 anos ou mais, conforme o secretário.

O governo considerou positivo o fato de haver uma diminuição no número de casos suspeitos. Na segunda, eram 410.

Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença — Foto: Infografia/G1

Coronavírus: infográfico mostra principais formas de transmissão e sintomas da doença — Foto: Infografia/G1

 

Obras públicas são retomadas nesta quarta

 

O governador afirmou que as obras públicas serão retomadas nesta quarta (25). Com isso, também deve ser autorizada a abertura de comércio de venda de materiais de construção. Todas as orientações devem ser publicadas em portaria nesta quarta.

Em relação à retomada dos demais setores, Moisés disse que "o governo já começou a programar normas que facilitem nossa convivência com o vírus e a capacidade produtiva vai ser retomada. Comércio, indústria, voltar à nossa atividade do dia a dia, mas com os devidos cuidados, fazer a sua higiene, lavar as mãos, evitar contato muito próximo".

Como foi falado na coletiva da segunda, a ideia do governo é conversar com representantes dos diversos setores da economia para estudar qual a melhor forma de fazer essa retomada.

 

Leitos

 

Moisés afirmou que Santa Catarina tem 801 leitos de UTI cadastrados. A pretensão do governo do estado é criar mais 713 em 30 dias. Como já foi dito na segunda, a ideia é usar estruturas em alas já em funcionamento, mas a secretaria não descarta hospitais de campanha ou o uso de outras estruturas em que leitos possam ser montados.

 

Reunião com governo federal

 

Na manhã desta terça, os três governadores dos estados do Sul do Brasil tiveram uma conferência a distância com o presidente Jair Bolsonaro, além do ministro da Economia, Paulo Guedes, da Saúde, Luiz Mandetta, e da Infraestrutura, Tarcísio Freitas.

"A reunião foi muito produtiva e a gente conseguiu avançar em algumas questões. Destacaria os R$ 8 bilhões que estão disponíveis para investimento na saúde, num cálculo de R$ 9 per capita, R$ 9 por habitante. Vão ter um impacto muito positivo nas contas da Saúde dos estados e municípios porque a gente entende que é um valor relevante que vem para somar esse investimento que nós precisamos fazer", afirmou Moisés.

O governador também afirmou que o ministro da Economia garantiu que todos os estados vão ter acesso a crédito. "Precisamos continuar obras de infraestrutura, pontes, rodovias. Precisa de dinheiro para o equilíbrio fiscal do nosso estado. Com acesso a crédito, não nos exige tantos investimos próprios e o estado pode usar o próprio investimento na saúde", disse.

Moisés também afirmou que o ministro da Saúde garantiu que enviará ao estado nesta quarta equipamentos de proteção individual para serem usados pelos profissionais da área.

 

Novo decreto

 

O documento oficializa todas as medidas anunciadas pelo estado nos últimos dias, além de detalhar o decreto anterior de situação de emergência, válido até esta terça.

Além de prorrogar a quarentena, reforçar a necessidade de a população ficar em casa e evitar aglomerações, o documento aumenta suspensões previstas no decreto anterior, como a restrição de eventos públicos.

O decreto também estipula prazos não previstos antes, como a restrição de concentração e permanência de pessoas em praias, parques e outros espaços públicos, que ficou estabelecido por 30 dias a partir desta quarta.

OUTRAS NOTÍCIAS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top