home notícias

Produtores rurais de Tijucas já podem ter acesso ao calcário do Programa Terra Boa

Os produtores rurais de Tijucas já podem contar com um importante incentivo do Governo Estadual para aumentar a produtividade das lavouras. A secretaria da Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas começou na última semana a distribuição de calcário que deverá ser usado para correção de solo e incremento da produção agrícola.

A distribuição de calcário é uma das linhas de apoio do “Programa Terra Boa” em Santa Catarina. Cada agricultor poderá retirar até 30 toneladas do produto. Ao todo, serão distribuídas, no Estado, 300 mil toneladas divididas em duas modalidades: via cooperativa ou direto das mineradoras.

“Cabe à secretaria de Agricultura buscar e levar até a propriedade do agricultor este insumo. Caso o produtor precise que espalhe o calcário, utilizando o equipamento do município, deve entrar em contato com a secretaria para agendar a hora de uso, bem como o trator”, esclarece o secretário de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas, Odirlei Resini.

Pré-requisitos para recebimento

De acordo com Renato Guardini, engenheiro agrônomo da Epagri Tijucas, os produtores rurais interessados em participar do Programa Terra Boa devem procurar o escritório local da Epagri e posteriormente a secretaria de Agricultura, Pesca e Meio Ambiente de Tijucas, localizados na avenida. Hercílio Luz, n. 400 - Centro de Tijucas.

“De forma geral os solos catarinenses são ácidos e o calcário tem grande importância para neutralizar essa acidez, aumentando a absorção de nutrientes. Tudo isso implicará no aumento de produtividade na grande maioria das culturas comerciais”, explica Renato.

O produtor precisa ir ao Escritório Municipal da EPAGRI com os documentos abaixo:

1) Laudo de Amostra de Solo recente (no máximo 2 anos) e
2) Inscrição Estadual de Produtor Rural (Bloco de Nota de Produtor).

Para receber o insumo, alguns pré-requisitos devem ser observados pelos produtores rurais do município:

1.São beneficiários do programa, todos os agricultores que tenham DAP ou tenha enquadramento para fazer a DAP e
2.Pecuaristas que estejam investindo em melhoramento de pastagem.

Sobre o calcário

O calcário é fundamental para correção do solo e aumento de rendimento nos plantios. É importante lembrar que o calcário deve ser usado após uma análise do solo, que irá indicar a quantidade apropriada do insumo a ser aplicado.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (48) 3263-1133 ou (48) 3665-5757.

OUTRAS NOTÍCIAS

02/05/2022
Ação Social lança Campanha do Agasalho 2022
Faltando pouco mais de um mês para o inverno, as temperaturas já começam a diminuir em todo Estado de Santa Catarina. Nessa época, muitos gostam de se preparar para o inverno e compram roupas novas de frio. Já pensou em usar a sua solidariedade para doar as roupas que você não usa mais? Pensando nisso, a secretaria municipal de Ação Social e Direitos Humanos de Tijucas está lançando nesta segunda-feira (02) a Campanha do Agasalho 2022. O objetivo é arrecadar peças adequadas às baixas temperaturas do inverno catarinense. Portanto, podem ser doados itens como calças, casacos, blusões, calçados fechados, mantas, luvas, meias, toucas, cobertores e edredons em bom estado de uso. “Nosso objetivo é amparar a população em situação de vulnerabilidade social. Com estas doações e com o nosso atendimento, pretendemos enfrentar a estação mais fria do ano dando todo o suporte possível”, afirma a secretária de Ação Social e Direitos Humanos de Tijucas, Bianca Machado. Confira os pontos de arrecadação da Campanha do Agasalho As doações devem ser entregues no posto de arrecadação mais próximo, confira os locais: - Prefeitura Municipal de Tijucas: Rua Cel. Buchelle, 1 - Centro, Tijucas – SC. - CRAS (Centro de Referência da Assistência Social de Tijucas): Avenida Coleira, 465, Praça, Tijucas – SC. - Sede da secretaria de Ação Social e Direitos Humanos de Tijucas: Rua José Joaquim Santana, 36 - Universitário, Tijucas – SC.
SABER MAIS
02/05/2022
Lei autoriza agendamento de consulta por telefone em postos de Tijucas
Um projeto de lei aprovado pela Câmara de Vereadores e sancionado pelo Prefeito veio facilitar o agendamento médico para moradores de Tijucas. Pela nova regra, alguns pacientes já não precisam mais se deslocar até os postos de saúde para agendar sua consulta com o médico clínico geral, bastando o agendamento por telefone. O atendimento está liberado para pacientes idosos, pessoas com necessidades especiais, gestantes e lactantes. Para marcar a consulta, basta que o paciente ligue para a unidade do bairro onde está cadastrado. Autora da proposta, a vereadora Nadir Amorim (PSD) explica como o atendimento aos pacientes funcionará a partir de agora.  “Esses pacientes não precisam mais ir às UBS para solicitar um horário para consultar com profissionais das áreas de clínica geral. Se for feito o agendamento por telefone, a pessoa irá à UBS apenas no horário marcado”, comenta a vereadora Nadir.  Segundo ela, a lei traz mais efetividade às normas que incentivam o tratamento diferenciado para idosos e deficientes. “Leis federais e estaduais, como o Estatuto do Idoso, incentivam o Legislativo a criar mecanismos para facilitar a vida dos idosos, ou seja, a legislação atual prevê a prioridade no atendimento da população acima de 60 anos, porém, nenhuma das normas em vigor diz respeito à marcação de consultas pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”, argumento a parlamentar.  A expectativa é que a nova forma de agendamento ofereça maior comodidade e dignidade a essas pessoas, que geralmente possuem dificuldades para se deslocar até o posto de saúde para fazer o agendamento.
SABER MAIS
27/04/2022
Projeto reajusta em 16,73% salário de servidores municipais
O Poder Executivo de Tijucas encaminhou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei nº 2434/2022, que autoriza reajuste de 16,73% nos vencimentos dos servidores e empregados públicos municipais. Desse percentual, 11,73% serão concedidos a título de perdas inflacionárias e 5% como aumento. Uma vez aprovado o projeto, o percentual passará a incidir nos salários a contar de abril de 2022. O reajuste incide sobre os vencimentos básicos de servidores e empregados públicos, ocupantes de cargo efetivo ou comissionado, integrantes da Administração Direta e Indireta dos Poderes Executivo e Legislativo. Servidores aposentados e pensionistas também serão beneficiados. Ficam de fora do reajuste apenas os profissionais do magistério municipal, cuja reposição de 33,24% foi concedida em março deste ano por meio da Lei nº 2895/2022. Para avaliar qual percentual seria aplicado, o Poder Executivo usou como base de cálculo a inflação acumulada no período de abril de 2021 a março de 2022 pelo INPC (Índice Nacional Preços ao Consumidor). Conforme dados da Câmara de Vereadores, o projeto de lei foi protocolado no dia 25 de abril, última segunda-feira. Até ser levada a plenário, a proposta ainda precisa ser aprovada pelas comissões parlamentares, como a Comissão de Finanças (CFOFF) e Constituição e Justiça (CCJ). De acordo com o Presidente do Poder Legislativo de Tijucas, vereador Maickon Campos Sgrott (PP), o órgão está dando agilidade à tramitação da matéria para que ela seja votada o mais rápido possível. “No mesmo dia em que recebemos o projeto, fizemos questão de lê-lo no expediente e dar impulso à tramitação. Com isso, o projeto já recebeu parecer jurídico e agora aguarda o parecer das comissões”, explica o Presidente. A expectativa é que a matéria seja votada ainda em maio. Proposta reajusta auxílio refeição no Executivo Além da reposição salarial, o Poder Executivo também encaminhou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei nº 2435/2022, que reajuste o valor do auxílio refeição pago aos servidores do Poder Executivo. De acordo com a proposta, o novo valor será de R$ 350,00 por mês, observado o limite de até 22 dias. O valor atual é de R$ 289,50. Em mensagem, o Prefeito de Tijucas, Elói Mariano Rocha (PSD) explica que a revisão visa recompor os custos da cesta básica, que vem crescendo anualmente após a implantação do benefício. Segundo dados da Prefeitura, apesar das revisões realizadas nos últimos anos, o valor pago continua defasado em virtude da alta constante no preço dos alimentos. “Com a aprovação do projeto o valor do auxílio refeição passará para R$ 350,00, que representa um índice de reajuste de 20,09%, ficando ainda aquém do estabelecido pelo Poder Legislativo, mas considerando as diretrizes orçamentárias, neste momento é o índice que podemos oferecer”, afirma o Prefeito.
SABER MAIS

Peça sua Música

Por favor preencha todos os campos

Contato enviado com sucesso

Top